A Crista

A crista, ou o ridgeback é considerado "Chancela da raça", portanto, um critério muito apurado deverá ser utilizado na escolha do filhote. Se você deseja um filhote para frequentar exposições ou criação, é de extrema importância que a crista não apresente faltas. É um fator de penalização e para alguns especialistas, um fator de transmissão. É possível nascerem exemplares com mais de dois redemoinhos ou mesmo nenhum. Essas  podem ser consideradas faltas graves. 

Já que o padrão descreve a CRISTA como "chancela da raça", o exemplar que não a apresente deve ser afastado de julgamento por atipia. O padrão do RR Club of the United States já tem esse item como desqualificação.

Alguns dizem que a crista nada tem a ver com a função e não deve ser penalizada quando ausente. Para os conhecedores e estudiosos, essa é a mais importante característica da raça e as imperfeições devem ser penalizadas. A ausência punida com desqualificação, pois considera-se que sua herança deve ser trasmitida para preservar, inclusive, o nome da raça (ridgeback).
Existe uma tolerância entre os criadores em todo o mundo a respeito de faltas relacionadas à forma da crista. Não se deve levar às pistas esses animais com faltas, mas podem ser utilizados na criação, desde que haja uma boa razão para isso.

Texto: In-coelum Perdigão, permitida a reprodução com citação da autora.